Trivela

Copa do Mundo

Há quatro anos, o Brasil estreava em casa na Copa do Mundo de 2014. Depois de muita expectativa, aquele 12 de junho finalmente tinha chegado. O Brasil entraria em campo contra a Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo, para começar a sua trajetória no seu segundo Mundial em casa. A vitória por 3 a 1 foi um alívio, mas o sofrimento foi enorme.

LEIA TAMBÉM: Brasil 3×1 Croácia: o jogo em que uma queda salvou a Seleção

Logo a 11 minutos de jogo, Marcelo desviou um cruzamento de Olic para dentro. O primeiro gol da Copa era do Brasil, porém contra. O nervosismo do time de Felipão precisaria ser controlado. Sorte do Brasil ter o seu camisa 10, Neymar. O craque brasileiro abriu a sua contagem de gols em Copa do Mundo aos 29 minutos, em um chute de fora da área. Golaço. No segundo tempo, o mais polêmico e decisivo lance do jogo. Em um cruzamento rasteiro para a área, Lovren e Fred se enroscaram. Um lance normal, mas o árbitro Yuichi Nishimura não teve dúvida em apontar a marca da cal. Neymar cobrou e marcou: 2 a 1. Já nos acréscimos da partida, Oscar fechou a conta, dando ao Brasil uma vitória na estreia. Uma vitória sofrida. Como, aliás, seria quase em todos os jogos da Copa.

Em 1986, a seleção brasileira teve vários problemas para convocar seus laterais direitos. Leandro, que seria titular, acabou cortado no episódio de indisciplina de Renato Portaluppi, ficando solidário ao amigo. Sem Leandro, Telê Santana convocou Josimar. Edson, do Corinthians, foi o titular por dois jogos, mas aí se machucou. Surgiu a chance no terceiro jogo para Josimar jogar.

No dia 12 de junho, então, ele foi titular contra a Irlanda do Norte. Careca marcou 1 a 0, aos 15 minutos do primeiro tempo. Depois, Josimar, em um chute fantástico de fora da área, marcou um golaço e ampliou. Careca ainda fechou a conta, marcando 3 a 0. Naquele dia, o desconhecido Josimar se tonar uma estrela. Marcou um dos gols mais bonitos daquela Copa. De forma espantosa, nas oitavas de final contra a Polônia o lateral mais uma vez foi muito bem. Na goleada por 4 a 0 do Brasil sobre a Polônia, Josimar marcou um golaço. O feito do lateral foi de tamanho impacto que uma revista norueguesa se chama Josimar em sua homenagem.

Foi também em um dia 12 de junho, só que de 1938, que o Brasil enfrentou a Tchecoslováquia. A chamada “Batalha de Bordeaux” terminou empatada em 1 a 1, com três expulsos e muitos lances violentos. O dia também teve Suécia x Argentina em 2002, quando os argentinos deram adeus à Copa do Mundo. Em 2010, Estados Unidos e Inglaterra se enfrentaram na África do Sul e ficaram no 1 a 1.

2014: Brasil 3×1 Croácia (clique para assistir em nova janela)

1986: Brasil 3×0 Irlanda do Norte

1938: Brasil 1×1 Tchecoslováquia

2002: Suécia 1×1 Argentina

2010: Inglaterra 1×1 EUA

Trivela

VOLTAR AO TOPO