Trivela

rashford

Marcus Rashford, definitivamente, tem luz própria. O garoto é o rei das estreias. E não seria diferente nesta terça, em seu primeiro jogo pela Liga dos Campeões. Depois de marcar em seus debutes na Premier League, na Liga Europa, na Copa da Liga e com a camisa da seleção inglesa, o prodígio não passaria em branco na Champions. Saiu do banco de reservas e deixou a sua marca já nos minutos finais do segundo tempo, fechando a vitória por 3 a 0 sobre o Basel. De volta à principal competição continental, o Manchester United deu um belo motivo para a torcida presente em Old Trafford sorrir.

A má notícia para o United ficou por conta da lesão de Paul Pogba, substituído ainda no primeiro tempo. Entretanto, foi justamente Marouane Fellaini, o substituto do francês, quem abriu o placar. O tento até demorou a sair, considerando as chances desperdiçada nos minutos anteriores por Henrikh Mkhitaryan. Já aos 35, Ashley Young produziu belo lance pela ponta, mandando a bola na cabeleira do belga. Já no segundo tempo, os Red Devils sacramentariam o triunfo. Daley Blind cruzou para Romelu Lukaku fazer mais um de cabeça. Por fim, Rashford aproveitou o cruzamento de Fellaini para fechar a conta, arrematando no contrapé do goleiro.

Aos 19 anos, Rashford é um talento a ser lapidado. Ainda busca se afirmar no time de José Mourinho, especialmente com a concorrência de Anthony Martial nas pontas. De qualquer forma, pode ser muito útil na rotação, não apenas por atuar em diferentes posições, mas também para possibilitar variações táticas. E mais importante é a “estrela” do rapaz, potencializada por sua calma na definição e pela inteligência na movimentação. Nada é por acaso.

Trivela

VOLTAR AO TOPO