Trivela

Bruno Silva e Roger, do Botafogo (Photo by Alexandre Loureiro/Getty Images)

Agora é para valer. Estreando formato mais longo nesta edição, a Libertadores tem tudo para pegar fogo a partir desta quarta (13) com as partidas de ida da fase de quartas de final. Três times do Brasil (Santos, Grêmio e Botafogo), três da Argentina (Lanús, San Lorenzo e River Plate), um de Equador (Barcelona) e Bolívia (Jorge Wilstermann) seguem vivos. E os oito times já têm algo em comum antes mesmo da bola rolar: não há grandes favoritismos para os jogos desta semana, segundo o que aponta o site OddsShark.com, referência das apostas de futebol.

O primeiro jogo da Libertadores nesta quarta (13) será o “faroeste” argentino entre San Lorenzo e Lanús às 19h15 (de Brasília). Conhecido também por ser o time do coração do papa Francisco, o San Lorenzo vai precisar mesmo de muita reza brava para passar de fase. O clube está jogando mal e poucos em Buenos Aires entendem como o técnico Diego Aguirre segue no cargo. Melhor para o Lanús do competente treinador Jorge Almirón e do encrenqueiro e rapidíssimo atacante Laucha Acosta, titular da seleção de Jorge Sampaoli.

A tendência de equilíbrio mesmo no Nuevo Gasómetro, a casa do San Lorenzo, é gigante. O “Ciclón”, como é chamada a equipe da casa, paga R$ 2,12/R$ 1,00 em caso de vitória. O empate vem com R$ 3,04, e o Lanús oferece R$ 3,61 a cada R$ 1,00 apostado em sua largada na frente neste mata-mata. Eis ótima opção aos arrojados de plantão. O Lanús, de fato, tem boas condições de ganhar do San Lorenzo – fora de casa que seja.

Se há um duelo 100% argentino, há também o 100% brasileiro. Será às 21h45 (de Brasília) entre o Grêmio de Renato Portaluppi e o Botafogo de Jair Ventura. A partida de ida ocorre no Rio, onde o Botafogo deixou para trás times de camisas pesadas como o Nacional, do Uruguai. E o equilíbrio para esta primeira partida é talvez o maior desta Libertadores até aqui.

Apenas R$ 0,40 separam a maior da menor cotação. A vitória do Botafogo em casa paga R$ 2,48/R$ 1,00, com o Grêmio ganhador gerando R$ 2,95. O empate devolve R$ 2,95. Eis um desafio e tanto até para o apostador mais experiente, mas fica a dica para colocar um valor baixo em duas opções, que são a vitória mandante e o empate, de longe as combinações mais prováveis nas partidas de ida dos mata-matas da Libertadores.

Em Guaiaquil, no Equador, o Santos de Levir Culpi tenta aproveitar o embalo depois de vencer o Corinthians. Também às 21h45 (de Brasília), o Alvinegro encara o Barcelona, que eliminou o Palmeiras nas oitavas. De acordo com o site OddsShark.com, há espaço para imaginar até mesmo vitória santista no Equador: o triunfo do Alvinegro rende R$ 3,21, contra R$ 3,01 do empate e R$ 2,30 da vitória do Barcelona. Meros R$ 0,90 de diferença entre a menor e a maior cotação. Outro equilíbrio total. E quem nos acompanhar e cravar um empate pode se dar bem. Em caso de igualdade, nada menos que 301% de lucro para festejar.

Falar em festa nesta Libertadores é falar do River Plate. A sua torcida está ensandecida como não se via na Argentina desde os tempos do Boca Juniors de Carlos Bianchi. Este “famoso River”, como gostam de cantar os fanáticos de vermelho e branco, está tão importante que, brincam, é o único grande que vai ter um dia exclusivo só para si: será nesta quinta, às 21h45 (de Brasília), quando o clube de Núñez visita o Jorge Wilstermann na complicada altitude de 2.574 de Cochabamba, na Bolívia.

Complicada mesmo? Não é o que apontam os odds do OddsShark.com. O River desponta como favorito mesmo jogando fora e mesmo sofrendo com o ar rarefeito. O time comandando pelo “Muñeco” Marcelo Gallardo – craque da seleção argentina nos tempos de Simeone, Batistuta e “Loco” Bielsa – paga R$ 2,43/R$ 1,00 caso ganhe a partida que abre seu mata-mata de quartas de final. O empate rende R$ 3,10, e a vitória do esforçado Jorge Wilstermann, que vem de eliminar o Atlético Mineiro, vale R$ 2,86.

O River é enorme favorito para se classificar, mas atravessa uma atual turbulência depois da venda do atacante Lucas Alario para o Bayer Leverkusen e do acidente de carro do zagueiro Javier Pinola nesta terça em Buenos Aires. Não para menos: Alario e Pinola chegaram a ser convocados para a seleção argentina. Dica: um empate na altitude nos deixaria também nas alturas com este excelente – e bem viável – lucro de 310%.

Confira outros odds do futebol brasileiro e internacional na Trivela.

Trivela

VOLTAR AO TOPO