Trivela

POST PATROCINADO

A Copa do Mundo é, inevitavelmente, o grande tema de agora até a segunda quinzena de julho nas casas de apostas de futebol. E no meio do grande volume de opções de “investimentos”, como gostam de dizer os apostadores, há uma opção bastante interessante que diz respeito ao continente da seleção campeã.

A história das Copas é muito clara ao demonstrar o quão difícil é para uma seleção da América do Sul ganhar um Mundial realizado na Europa. A última a conquistar tal proeza foi a seleção do Brasil, no muito distante 1958. Há 60 anos, assim como agora, a Copa foi realizada em um país que fazia a sua estreia como sede do Mundial – em 1958 foi a Suécia, e agora é a Rússia.

Quem se animar a imaginar que este dado tão marcante na história das Copas vai cair nas próximas semanas pode faturar uma bela quantia. A opção de aposta que prevê uma seleção da América do Sul campeã na Rússia devolve R$ 3,00 a cada R$ 1,00, com o favoritismo mais do que claro para um novo título europeu no Velho Continente, pagando meros R$ 1,36 a cada R$ 1,00 investido.

Falamos do título do Brasil em 1958, então é interessante recapitular os desfechos das Copas seguintes disputadas em solo europeu. A sequência das decepções sul-americanas começou logo em 1966, na Inglaterra, com o título dos anfitriões sobre os alemães. O Mundial seguinte na Europa foi o de 1974, com nova final europeia, desta vez entre a campeã Alemanha e os holandeses. O Mundial de 1982, na Espanha, teve de novo a Alemanha na final, mas perdendo para a Itália de Paolo Rossi.

A sequência é mesmo chocante. Em 1990, na Itália, mais uma vez a Alemanha atingiu a final, batendo a Argentina de Diego Maradona. Em 1998, na França, outra vitória europeia em cima de uma seleção sul-americana, com os Azuis varrendo o Brasil de Zagallo. Faz 20 anos, e aquela seria a última presença de um país forasteiro do Velho Continente em decisões por lá. Na Alemanha, em 2006, a Itália bateu a França em uma decisão por pênaltis e ergueu sua quarta taça na história.

O curioso é que a última Copa do Mundo, realizada no Brasil, contou com o rompimento do tabu de não se ver europeus ganhando na América do Sul. Afinal, as Copas realizadas por aqui foram vencidas por Uruguai (1930 e 1950) e Argentina (em 1978), e só a Alemanha, em 2014, pode colocar a sua mão na taça. Resta saber se esta tendência de ineditismo vai ser seguida agora na Rússia com este favoritismo do Brasil de Tite, que puxa os lucros gerais entre as seleções mais cotadas para ser campeã, pagando R$ 5,00/R$ 1,00 em sua conquista, contra R$ 5,50 da Alemanha e R$ 7,00 da Espanha.

Nas apostas continente por continente, o Brasil também aparece como o país favorito a ser o sul-americano mais bem-sucedido neste Mundial, devolvendo R$ 2,00/R$ 1,00 caso isso ocorra, contra R$ 2,87 da Argentina e R$ 8,50 do Uruguai.

Na Europa, a situação é ainda mais embolada. A favorita a ser a melhor do continente é a Alemanha, que lidera a lista de lucros (R$ 3,75) aparecendo na frente de França (R$ 4,50), Espanha (R$ 5,50) e da Bélgica, que devolve R$ 9,00 a cada R$ 1,00 investido caso seja a melhor europeia do Mundial da Rússia.

Falar da Copa é falar também do completíssimo especial que já está no ar com todos os odds, todos os favoritos e todas as zebras do torneio. Basta clicar neste último link e conferir. É 100% gratuito e não promete deixar pedra sobre pedra. Vale demais conferir.

Os odds dos continentes para ganhar a Copa do Mundo:

Europa – R$ 1,36

América do Sul – R$ 3,00

Outros continentes – R$ 34,00

Para ser a melhor seleção da Europa:

Alemanha –  R$ 3,75

França – R$ 4,50

Espanha – R$ 5,50

Bélgica – R$ 9,00

Inglaterra – R$ 11,00

Portugal – R$ 15,00

Croácia – R$ 26,00

Rússia – R$ 26,00

Para ser a melhor da América do Sul:

Brasil – R$ 2,00

Argentina – R$ 2,87

Uruguai – R$ 8,50

Colômbia – R$ 9,00

Peru – R$ 41,00

Melhor da Ásia/Oceania:

Japão – R$ 2,87

Austrália – R$ 4,00

Coreia do Sul – R$ 4,33

Irã – R$ 5,00

Arábia Saudita – R$ 9,00

Melhor africana:

Senegal – R$ 3,25

Egito – R$ 3,50

Nigéria – R$ 3,75

Marrocos – R$ 7,00

Tunísia – R$ 9,00

Melhor da América do Norte/Central:

México – R$ 1,44

Costa Rica – R$ 4,33

Panamá – R$ 6,50

Confira outros odds do futebol brasileiro e internacional na Trivela.

Trivela

VOLTAR AO TOPO