Trivela

POST PATROCINADO

Faltando pouco mais de seis meses para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018, as seleções nacionais vão realizando seus últimos testes ao redor do globo e nós, claro, ficamos de olho naquilo que Tite e companhia estão nos reservando. Depois de passar com certa tranquilidade pelo Japão em amistoso realizado na França, o Brasil terá pela frente a Inglaterra, em duelo marcado para acontecer às 18h (horário de Brasília) desta terça-feira (14). Trata-se de um importante teste para a nossa seleção e o OddsShark.com fará uma análise detalhada deste confronto para você que curte apostas em futebol.

Após um início de Eliminatórias sofrível nas mãos de Dunga, a seleção brasileira mudou da água para o vinho quando Tite assumiu o controle. Com uma campanha absolutamente inquestionável, os comandados de Adenor nadaram de braçadas e foram os primeiros a se classificarem para o Mundial – com exceção da Rússia, é claro.

O treinador fez mudanças estratégicas e contou com uma até então surpresa muito agradável que atende pelo nome de Gabriel Jesus. O centroavante que estava no Palmeiras quando Tite assumiu a seleção não sentiu o peso da Amarelinha e mostrou talento e personalidade para resolver o problema da camisa 9 do Brasil.

Para este confronto diante da Inglaterra, Tite terá à disposição os 11 atletas que ele já deixou claro considerar os titulares de sua equipe. Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo fazem o setor defensivo. Casemiro, Renato Augusto e Paulinho são responsáveis pelo meio-campo. E Phillipe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus são o trio responsável pelo ataque brasileiro. Fazia exatos sete meses que o treinador não conseguia colocar exatamente essa formação em campo.

Se por um lado não há grandes problemas para o Brasil, o mesmo não se pode dizer do seu adversário. Com nomes de peso que não poderão atuar, a Inglaterra conta com sete desfalques para este confronto. O meia Dele Alli e o atacante Harry Kane são as principais ausências, mas outros atletas importantes, como Delph, o meia Jordan Henderson e o atacante Sterling também não poderão entrar em campo por motivos diversos. Sendo assim, a jovem promessa Marcus Rashford deverá dividir com Jamie Vardy, do Leicester, a missão de furar a meta de Alisson.

E os números?

A Inglaterra é uma seleção com história, que se classificou direto para a Copa e com bons jovens valores. Além disso estará atuando em casa. Mas isso pode ser o suficiente para garantir o favoritismo dos mandantes? Não. De acordo com o OddsShark.com, a vitória do Brasil paga R$ 1,72 por real apostado, o que garante ao selecionado de Tite o posto de favorito diante da equipe europeia, que se vencer fará os investidores que acreditaram no seu potencial um retorno excelente de R$ 4,50 por real colocado. A explicação disso passa pelos desfalques supracitados, mas também pelo ótimo desempenho e fase que vive Neymar, Gabriel Jesus, Marcelo, Daniel Alves e cia.

A única derrota de Tite à frente do Brasil foi exatamente em um amistoso contra a Argentina, quando os albicelestes nos bateram por 1 a 0.  É um desempenho monstruoso e, com os seus principais jogadores podendo ser escalados para este duelo, mesmo que o outro lado estivesse completo, ainda assim a expectativa seria de vitória brasileira. Será um importante teste para os atletas que fizeram uma excelente Eliminatória na América do Sul e agora estão sendo testados contra equipes de outros continentes.

Vale lembrar que a Inglaterra também disputou outro amistoso nessa data Fifa. Diante da Alemanha, o placar não saiu do 0 a 0 em um jogo não muito movimentado. Os números do ataque inglês não são dos melhores, o que contrasta com as estatísticas brasileiras neste quesito. São apenas 18 gols em dez partidas nas Eliminatórias europeia. Isso abre a possibilidade para fazer outro tipo de investimento não tão comum.

Se houver mais de dois gols nesta partida o retorno garantido é de R$ 2,00 por real colocado. Se não tivermos tantos gols e o número de tentos for de dois ou menos, esse número cai para R$ 1,80. Aí cabe a você refletir o que acha mais provável de acontecer: os habilidosos atacantes brasileiros tomarem conta do jogo e azucrinarem a zaga inglesa ou os europeus imporem sua força e impedirem o show brazuca? Acho que sou mais Brasil, hein?

Para mais números de outras partidas e modalidades, a Trivela pode te ajudar.

Trivela

VOLTAR AO TOPO