Trivela

Europa

O guia Corneta Europa da Champions League 2017/18

Por:

13 de setembro de 2017 às 16:37

COMPARTILHE 279 0

Muito bem, senhores. Está iniciado o maior torneio de futebol do planeta e, com ele, vem os três times com chances de ganhá-lo. Isso facilita bastante o nosso trabalho, pois aqui segue um guia completo explicando por que os outros times não ganharão – e por que um daqueles três com chance perderão para um dos outros dois. Ou algo assim.

Boa sorte a todos nós até abril, com os 112 jogos que não valem nada, a não ser classificar aqueles três times com chances. E parabéns ao quarto time da semifinal, que, de certa forma, será o primeiro!

Para conferir o guia (sério) da Trivela sobre a Champions 2017/18, clique aqui.

Grupo A

José Mourinho, técnico do Manchester United (Foto: Getty Images)

Manchester United – Lukaku fez cinco gols contra os times Top 5 da Inglaterra nos últimos três anos (35 jogos) + Zlatan “não faz gols em mata-mata” Ibrahimovic. Parece um cenário perfeito para 25 gols na fase grupos e uma eliminação nas Oitavas.

Benfica – Pense no campeão do Gauchão que todos os anos ganha a vaga na Libertadores. Sempre joga, nunca vai a lugar algum.

Basel – Minha impressão é que o Basel participa só pra gente falar do Federer (e da camisa do Barcelona, claro). E talvez para nos causar a dúvida de que pra ser o octacampeão suíço todos os outros times são formados por gerentes de banco de político brasileiro.

CSKA Moscou – Você confiaria no seu time cuja a estrela é o Vitinho? Você apostaria a favor em um time com o Vitinho? Você delegaria o pagamento da luz da sua casa ao Vitinho? Então.

Grupo B

Neymar na sua apresentação no PSG (Photo by Aurelien Meunier/Getty Images)

Bayern – Eliminado nas últimas quatro vezes por espanhóis, talvez o segredo esteja em mentalizar que todo time espanhol é o Borussia.

PSG – É tipo aqueles filmes de cassino onde quanto mais o malandro ganha, mais ele aposta e mais ele ganha. Aí quando você espera que ele vai quebrar a banca e sair com a Sharon Stone e uma música maneira de fundo, é quando ele perde tudo. A Champions é o cassino: Neymar será o malandro derrotado na roleta.

Celtic – Está para a Champions como o Chiclete com Banana para o carnaval: faz uma grande festa, a gente simpatiza, mas todo ano é exatamente a mesma coisa e perdeu a graça.

Anderlecht – Um figurante como qualquer outro, mas que pelo menos dá pra você bancar o descolado ao falar daquele pivote belga de 21 anos que depois será destaque do, sei lá, VALENCIA.

Grupo C

Simeone mostrou pés no chão, mas o Atlético não pode ser desconsiderado na briga pelo título (AP Photo/Daniel Ochoa de Olza)

Atlético de Madrid – De acordo com o passado recente, a situação do Atlético no torneio é mais ou menos como a de um designer que passa o ano juntando dinheiro para comprar um MacBook, antes de ser demitido na semana seguinte. Pelo chefe que curte o Romero Britto.

Chelsea – Duas vezes campeão da Champions já seria um sinal bíblico de trevas. Duas vezes campeão com o DAVID LUIZ é o apocalipse. Oremos todos.

Roma – O interessante nem é saber se a Roma tem alguma chance (não tem), mas se haverá a tradicional ROMADA contra o Qarabag.

Qarabag – A história mais bonita da Champions só estará completa se algum cachorro invadir um campo no Azerbaijão. Ou uma ovelha.

Grupo D

A responsabilidade de carregar o Barcelona está ainda mais alta para Messi (Foto: Getty Images)

Barcelona – Será eliminado pelo PSG com gol de Neymar, após uma falta boba de André Gomes na lateral, cobrada pelo Daniel Alves logo após um pênalti perdido por Deulofeu, que substituiu Messi. Não tem como esperar menos do que isso.

Juventus – A regra é clara: ou você tem o Higuain ou você tenta ser o campeão da Champions.

Olympiacos – Entre as multimilionárias premiações do torneio, 100 mil contos deveria ganhar quem assistir duas vezes a Olympiacos x Sporting – bônus de 100 mil se não torcer pra nenhum dos dois.

Sporting – Bônus extra de 500 mil contos se torcer pelo Sporting – pelo simples fato de torcer pelo Sporting.

Grupo E

Klopp, do Liverpool (Foto: AP)

Liverpool

Não resta outra alternativa que não a de ganhar os seis jogos da fase de grupos antes de cair de forma melancólica em Munique.

Sevilla – Existem cirurgias de córnea com garfo e faca menos perigosas do que um time que dependa da boa vontade do Ganso.

Spartak – Forte candidato a levar dois gols do Ganso e no outro dia aqueles debates lunáticos da Fox Sports pedirem ele na Copa do Mundo, pois mostrou adaptação na Rússia.

Maribor – Forte candidato ao Ganso ser o dono do jogo, fazer três gols, e no outro dia aqueles debates lunáticos da Fox Sports pedirem ele na Copa do Mundo, de titular, pois “carregava Neymar nas costas” – talvez o Simon diga que ele é melhor do que Zidane.

Grupo F

Guardiola, técnico do Manchester City (Foto: Getty Images) Manchester City – Mais de 100 milhas só em laterais (ruins) parece até aquelas propagandas no estilo “O Patrão Ficou Louco!”. Tudo para cair nas quartas-de-final e aquele jornalista espanhol escrever um livro sobre o grande legado de Guardiola em Manchester.

Napoli – Para começar não é Napoli, mas sim o “Napoli do Sarri”. E está tão na cara, mas tão na cara que o “Napoli do Sarri” vai tomar um gol decisivo após o zagueiro perder a bola na área ao tentar sair jogando bonito, que vou até fazer uma pipoca – para ficar mais comédia o autor do gol será o Higuain.

Feyenoord

Isso é a pura verdade. Mas se é fato de que cidade respira o time, a participação na Champions pode ser uma grande sinusite. #TunDunTss

Shakhtar Donetsk – Pega os brasileiros tudo, coloca o Muralha no gol, mais Rafael Vaz e Edu Dracena na zaga e joga o Brasileirão de uma vez. Onde terminaria em oitavo lugar, mais ou menos.

Grupo G

porto

Porto – Pense no campeão do Gauchão que todos os anos ganha a vaga na Libertadores. Agora pense no VICE campeão do Gauchão com a vaga. Não é todo dia que surge um Carlos Alberto.

Monaco – Metade do time foi vendida, a outra metade não joga nada e parecia que jogava por causa da metade que foi vendida. Vai vendo.

Besiktas – Eu não sei muito a respeito desse time, mas eu sei que o Bobô, AQUELE, é o maior artilheiro estrangeiro da história do clube. Nada pode ficar muito mais triste do que isso.

RB Leipzig – O time do energético é a Lei de Vampeta: eles fingem que não são uma empresa, e a gente finge que acredita.

Grupo H

Cristiano Ronaldo, do Real Madrid (Photo by Denis Doyle/Getty Images )

Real Madrid – Talvez Isco e Asensio sejam o futuro da Espanha, mas eu prefiro concentrar no fato de que Bale e Benzema custam o valor de 5 mansões em Dubai e sentarão no banco. Planejamento.

Dortmund – O copo meio cheio: o Bayern não roubou o principal jogador do time. O copo meio vazio: o principal jogador do time não se destacou a ponto do Bayern querer roubar. Pequenas vitórias.

Tottenham – É tipo um disco do Radiohead: a imprensa toda gosta, os fãs são os mais chatos e no fim quem vende mais disco é o U2. (Ou seja, é tratado como favorito e será eliminado na primeira fase).

Apoel – Os únicos 4.2% de carisma da competição teve um pouco de azar no sorteio: no grupo só tem mais tradição do que o Tottenham.

Acompanhe o trabalho do Corneta Europa no twitter e ajude também o livro “À Sombra de Gigantes”, contando a história de 13 clubes ‘lado b’ do futebol europeu, localizados nas mesmas cidades de outros gigantes.

Trivela

VOLTAR AO TOPO